15 de novembro de 2011

falo de uma espécie bem específica de curiosidade - aquela que te move a entrar cada vez mais fundo no poço, fuçar tudo aquilo que não entende e derrubar os alicerces que te mantinham numa zona de conforto constante. afinal de contas: pra quê? como assim "pra entender, simplesmente"? então tudo não passa de vaidade?

Nenhum comentário:

Postar um comentário