13 de novembro de 2011

comecei a experimentar o amor me encantando com o riso. era meio bobo. tempos depois, caí de sentimentos pelo trágico. foi meio triste. a partir de agora, busco uma composição tragicômica que consiga dialogar com meu lirismo.

demorei muito tempo para me dar conta de que humor é fundamental para suportar o lado trágico da compreensão. ando finalmente tentando redescobrir os contornos do meu "frágil equilíbrio".

Nenhum comentário:

Postar um comentário