3 de junho de 2012

... e a vida volta a seguir com seu velho traquejo, sem mais nem menos dores que de costume.

Nenhum comentário:

Postar um comentário