12 de junho de 2012


nesse 12 de junho eu prometo, papai do céu, nunca mais rimar amor com dor. se não por amor próprio, que seja por pudor estilístico!

6 comentários:

  1. Gostei muito do seu cantinho... escreve de uma forma sem se alongar muito, e que diz tudo com poucas palavras.
    Um encanto.

    Obrigada pela visita e comentário.
    Bons Dias!!!

    ResponderExcluir
  2. Uliana, tão bom te conhecer! Estou rubor! Você deve estar se referindo a algum outro artista. Sorria! Mas eu vou levá-la! Nós tivemos a nossa noite show do grupo e foi apenas ok para voltar para casa e ver o seu comentário me animou de imediato! Gracias! Adoro seu blog também. Gosto de todas as músicas. Eu gosto muito de suas palavras. Eles são poesia. Você pintar quadros com palavras.

    ResponderExcluir
  3. Olá Juliana! Adorei sua visita em meu blog e seu comentário lacônico e pertinente. Lacônico como suas postagens. Mas para quê escrever muito se em poucas palavras, certas e verdadeiras, podemos dizer tudo que vai pela alma? E por que se ocupar com o que não é pertinente, não é? Um grande abraço!

    ResponderExcluir
  4. Obrigado pela palavras encorajadoras juliana. Às vezes nos perguntamos por que fazer isso. Pode ser desanimador, mas seu comentário me motiva. Amo as palavras que você usa.

    ResponderExcluir
  5. Rimar dor com amor é de boa. O pior é quando o sinônimo de amor é amar. Não se preocupe com palavras de sentimento, desde que tais palavras tenha sentimento.

    ResponderExcluir