28 de julho de 2012

tá bem, entendi. já deu pra notar que é impossível parar de jogar, simplesmente. mesmo que a gente queira. mesmo que a gente concorde. mesmo que a gente combine. haverá sempre um pequeno espaço nebuloso que nos escapa totalmente ao controle entre aquilo que queremos dar a entender e o tanto que o outro consegue apreender disso. restará sempre uma ou outra palavra mal colocada; ou silêncio. é bem difícil, mesmo, fugir desse impulso louco em tentar entender as entrelinhas de um outro alguém que no frigir dos ovos pode estar sendo simplesmente literal. o jogo está posto, sempre. por mais que a gente finja que não. por mais que disfarce. por mais que insista em ser sincero, cuidadoso, pôr tudo em pratos limpos. ainda assim é jogo, entendi. e acho até que podemos fazer de uma forma bem mais divertida, sabe?

2 comentários:

  1. Ola,este jogo que nos é imposto em menor ou maior escala pela vida realmente não tem como escapar,por isso sempre que posso prefiro entrar num"joguinho de canastra" pois temos muito mais alternativas.Um feliz domingo minha querida e meu grande abraço.

    ResponderExcluir
  2. Ahhhh, é isso!!! É muuuito isso! Brigada por pôr em palavras, primuxca, e por me incentivar a acreditar que dá pra ser divertido...rs

    ResponderExcluir