30 de julho de 2012

já faz tempo que o amor acabou por completo. o desejo, até antes. a cumplicidade, aos poucos, foi-se também. mas ainda hoje, quando a gente se encontra, sinto uma pontinha de frustração por não termos sido capazes de recontextualizar nossos papéis na vida um do outro. e depois de todos aqueles anos juntos - e de todos esses anos separados -, é bem estranho perceber que a gente quase tenha se tornado irrelevante um para o outro. não é caso de dor, mas confesso que a ideia geral por trás disso tudo me soa um pouco triste...

2 comentários: