9 de abril de 2012

minha alegria se alimenta de gente. para mim, felicidades chegam sempre bem acompanhadas, a povoar quaisquer vazios com bem querer e cumplicidade. até meu silêncio pede um espacinho qualquer na existência de outro alguém para ecoar com alguma beleza. as paisagens, nos caminhos que sigo, até me impressionam, mas são sempre pessoas que me tiram o fôlego e acariciam a alma. percebi que tenho uma fome enorme de convivência e é bem por aí que estar só vez ou outra me consome.


farol da barra . salvador . bahia (acervo pessoal)

Nenhum comentário:

Postar um comentário