14 de março de 2012

sim, pode ser que eu me ocupe em demasia de sentir.

talvez seja esse o meu maior excesso, grande entrave às questões práticas que se acumulam ao meu redor. a verdade é que essa inabilidade para os pragmatismos da vida anda me machucando aos montes. me faz falta essa praticidade bonita dos que transformam versos em atitude.

Nenhum comentário:

Postar um comentário