28 de abril de 2013

reconheceram-se em desatino, desentendidos se aquilo que partilhavam era o normal em meio à loucura, ou a dose precisa de loucura em meio a tanta normalidade. com peito aberto e riso solto, bateu vontade de fazer parte do outro. sem prefácios. e aquilo que se construiu a partir de então foi um bem querer meio-são-meio-não, cumpridor das mais belas pequenas alegrias. 

Nenhum comentário:

Postar um comentário