23 de maio de 2012

o presente não deve ter esse nome à toa...

Um comentário:

  1. O presente é como uma colcha de retalhos. Juntamos os pedacinhos e tentamos (re)construir algo que desejamos lá no passado...

    ResponderExcluir