4 de dezembro de 2015

sem eu sequer perceber, algo em mim rosnava pro teu bem querer.

Nenhum comentário:

Postar um comentário