13 de dezembro de 2011

adoro essa habilidade que a vida tem
de povoar o abandono e plantar beleza no caos.


(da minha janela a ausência tem essas cores)



Nenhum comentário:

Postar um comentário