10 de outubro de 2011

Ultimamente tenho lidado com tantas ausências, tantas dores diferentes latejando ao mesmo tempo, que sinto certa dificuldade em manter o otimismo. Tem sido realmente complicado traçar novos planos pra povoar tanto vazio.

É que a um só tempo perdi quase todas as ilusões que me sustentavam. Perdi minha autoconfiança, perdi minha fé e perdi um grande amor. Perdi meus objetivos, minhas principais vontades, minha coragem. Perdi o brilho, a curiosidade, perdi a calma. Perdi o ritmo, perdi a paciência, perdi a força, perdi o fôlego.

Em resumo: me perdi completamente de mim e preciso com urgência encontrar um atalho de volta.

Nenhum comentário:

Postar um comentário