25 de outubro de 2011

falava de vazios, faltas e ausências, quando de repente me perguntaram pela saudade. não soube responder.


percebi assim que, para além do que de fato fomos, a maior dor era pelo que nunca chegaríamos a ser.

Nenhum comentário:

Postar um comentário